IPEM/RJ e Decon interditam mais de 100 mil produtos

Ausencia do Selo do INMETRO e informações em língua portuguesa eram as irregularidades


quarta-feira, 5 de junho de 2019



A Diretoria de Conformidade (DCONF) do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (IPEM/RJ), em operação conjunta com a Delegacia do Consumidor (Decon), interditou na segunda-feira, dia 03 de junho, no depósito de uma importadora em Bonsucesso, o total de 130.677 produtos, entre brinquedos (mais de cem mil unidades) e luminárias, que estavam sendo comercializados sem o selo de certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e também não apresentavam as informações obrigatórias em língua portuguesa. A operação foi deflagrada após o recebimento de denuncia pela Decon.

O selo de certificação do Inmetro demonstra que o produto atende a requisitos mínimos de segurança, estabelecidos em normas ou regulamentos técnicos específicos. Além dos brinquedos e luminárias, o IPEM interditou produtos como secadores de cabelo, chapas térmicas, ferros elétricos de enrolar cabelo, depiladores e barbeadores elétricos, equipamentos de som, lampadas LED e produtos têxteis.

- Esta operação conjunta só foi possivel devido a denuncia realizada pela população. O publico é nosso maior agente fiscalizador e é por isso que pedimos que utilizem nossos canais junto a Ouvidoria do Órgão - explica o Presidente do IPEM/RJ, Carlos Henrique Vaz.

A empresa foi autuada pela DCONF e os produtos interditados somente poderão ser comercializados se forem regularizados. Caso não haja regularização, os produtos são descartados.

______________________________________________________________________________
Serviço:

Ouvidoria do IPEM

Escolha o melhor canal de comunicação para você:

Telefone: 0800 282 3040 / Tel.: (21) 3979-8993
WhatsApp: (21) 99484-2030]
E-mail: ouvidoria@ipem.rj.gov.br
Atendimento Presencial: Rua Padre Manuel da Nóbrega, 539 - Piedade, CEP: 21381-009



Vídeos relacionados

Não há vídeos relacionados à notícia

Documentos relacionados

Não há documentos relacionados à notícia