Diretoria de Conformidade fiscaliza 4991 estabelecimentos em 2019

Brinquedos estão entre os produtos com maior número de irregularidade


terça-feira, 14 de janeiro de 2020



Para garantir que os produtos vendidos possuem os padrões técnicos exigidos pelo Inmetro, a Diretoria de Conformidade do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (IPEM-RJ) fiscalizou quase cinco mil estabelecimentos durante o ano de 2019. A principal vistoria realizada pelo setor é conferir o selo do Inmetro de itens os mais diversos, como brinquedos, produtos têxteis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos, lâmpadas e luminárias e material escolar.

Entre os que tiverem o maior índice de reprovação, destaque para brinquedos. Foram mais de 275 mil itens fiscalizados pelo IPEM-RJ em 2019. Alto também a quantidade que estava irregular: 126.995, quase metade do total. Brinquedos sem o selo do Inmetro são apreendidos pelo Instituto, pois representam um risco à saúde e segurança das crianças. Vale lembrar ainda que as embalagens também precisam ter informações sobre o produto, faixa etária a que se destina e CNPJ do fabricante. “Sem estes dados, eles não deveriam sequer estar sendo vendidos, pois podem conter partes cortantes ou mesmo composição tóxica”, acrescenta o presidente do IPEM-RJ, Alexandre Valle.

Consideradas mais econômicas, as lâmpadas de LED também constam entre os que tiveram alta irregularidade. Foram 109.698 itens fiscalizados, sendo 26.832 reprovadas. “Quando o produto está irregular, ele é apreendido e o estabelecimento tem uma multa que varia de acordo com a infração”, explica Alexandre Valle.

Já os produtos têxteis tiveram por um alto volume da fiscalização do IPEM-RJ, mas menor índice de reprovações. Dos 426.556 itens analisados, 8.322 estavam irregulares. O principal problema é a ausência da etiqueta de composição do produto. “Apesar de parecer um detalhe, muita gente tem alergia a determinado tipo de tecido, então essa informação é fundamental. Além de ser um direito do consumidor para saber o que está comprando”, ressalta o presidente Alexandre Valle.

Para quem está à procura de ventiladores ou ar-condicionado para enfrentar o verão, a boa notícia é que o número de irregularidade destes aparelhos foi baixo. No caso dos ventiladores, 19.265 foram fiscalizados, sendo que 19.205 foram aprovados. Dentre os ar-condicionados, foram 12.397 avaliados, sendo que apenas 1 estava irregular. “Nestes casos, além de conferir o selo do Inmetro, vale a pena o consumidor ficar de olho no Selo Procel, que mede a eficiência energética do equipamento e avalia os que consomem menos energia”, recomenda Alexandre Valle.

Vídeos relacionados

Não há vídeos relacionados à notícia

Documentos relacionados

Não há documentos relacionados à notícia

Notícias relacionadas

IPEM-RJ dá início a 'Operação Verão'
Fiscalização acontece durante toda semana em Cabo Frio e Búzios