'Operação Mãos à Obra' encontra capacetes irregulares

Produtos não apresentavam o selo da conformidade do Inmetro


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013



A 'Operação Mãos à Obra' realizada em todo o estado pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (IPEM-RJ) chegou ao fim. Fiscais da Diretoria da Conformidade de Produtos e Serviços (Diconf) fiscalizaram 21.663 produtos, dentre eles capacetes de segurança para uso na indústria, luvas isolantes de borracha e peças semifacial filtrante (máscaras), em 31 estabelecimentos comerciais de construção civil. Dos 7.427 capacetes fiscalizados, 14 estavam irregulares.
Segundo o diretor da Diconf, Sérgio Macedo, os instrumentos não estavam dentro das normas exigidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).
"Esses capacetes não apresentavam o selo de identificação da conformidade do Inmetro e, todo o material foi apreendido", explicou.
Ainda de acordo com Macedo, as lojas que não estavam de acordo com a fiscalização foram autuadas e receberam multa que varia de R$ 100 a R$ 1.5 milhão, de acordo com a Lei 9.933/99.
Com relação as luvas isolantes de borrachas e as máscaras, totalizando 14.236 itens fiscalizados, nenhum apresentou algum tipo de irregularidade. A 'Operação Mãos à Obra' foi realizada em todo o país em conjunto com o Inmetro entre os dias 4 e 7 de fevereiro.
O IPEM-RJ ressalta que o consumidor que tiver dúvida pode entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-RJ, através do telefone 0800.282.3040, de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.

Texto: Joyce Pimentel/Ascom IPEM-RJ

Vídeos relacionados

Não há vídeos relacionados à notícia

Documentos relacionados

Não há documentos relacionados à notícia

Notícias relacionadas

IPEM-RJ de olho nos produtos de segurança da construção civil
'Operação Mãos à Obra' acontece em todo o país em conjunto com o Inmetro
IPEM-RJ inicia operação ‘Boa Viagem’
Capacetes, cadeirinhas de crianças e pneus serão analisados